Procurar

Team building para equipas em teletrabalho? Claro que sim!

Team building para equipas em teletrabalho? Claro que sim!

team building

Por Rita Maria Nunes, Country Manager TAB Portugal

O objetivo é fortalecer o vínculo entre colegas de trabalho, uma prática amplamente reconhecida e incentivada no ambiente empresarial, com diversas iniciativas para alcançá-lo. E qual será o papel do “team building” para quem está em teletrabalho? Na verdade, é igualmente importante, e possível, fazê-lo também com os colaboradores que estão em trabalho remoto.

Para além de perderem as habituais conversas entre colegas de escritório e até alguns eventos mais sociais – desde comer uma fatia de bolo no aniversário de algum colega e outras experiências que decorrem no local físico de trabalho – quem está em teletrabalho tem pouca, ou nenhuma, interação com a maioria das colegas.

Para evitar a escassez de sentimento de pertença da equipa e até mesmo uma espécie de isolamento, partilho quatro dicas que, de um modo prático ajudam a criar um maior envolvimento destes com a restante força de trabalho.

  1.  Café. Conversa informal pré/pós meeting. O bom e o mau da semana.

Comece por coisas simples. Por exemplo, escolha um ou dois dias da semana para que se juntem por vídeo para conversarem enquanto tomam café. Isto permite que as pessoas possam criar momentos de descontração juntas e criar uma maior ligação.

E ainda numa fase inicial, dedique mais algum tempo para, antes ou depois de uma reunião de trabalho, falar com os colaboradores. Converse descontraidamente com quem chegar à videoconferência mais cedo e, como aconselha a Harvard Business Review, “deixe a ligação aberta para que a equipa possa continuar a conversar assim que terminarem as tarefas da agenda da reunião”.

Lembre-se que mesmo pequenas ações, como pedir a todos que partilhem um aspecto positivo e negativo da semana, pode tornar-se um hábito que gera laços entre a equipa de teletrabalho.

  • Exercícios para “quebrar o gelo”.

Como acontece em qualquer reunião de equipas, pode incorporar ações de “quebra gelo” também em reuniões online. Deixo-lhe um exemplo prático: dedique os primeiros 10-15 minutos da reunião a perguntas com tópicos de conversa mais casuais. Permita que todos os participantes possam intervir e dar respostas, num processo rápido e dinâmico que estreita vínculos. Claro está que deverá escolher temas inofensivos, brincadeiras ou assuntos que não estejam relacionados com trabalho! Certifique-se que se trata de momento leve e divertido e que os trabalhadores remotos se possam conhecer melhor. 

  • Aprender enquanto se come.

Outra abordagem – que está testada e comprovada! – para estreitar relações entre colegas é conhecida como “come e aprende”. Tanto em presença física como virtual, este pode ser um tipo de evento que combina formação com refeições fornecidas pela empresa.

Vamos a um exemplo prático de como se poderia organizar? Utilize um serviço de entrega de comida online, no qual os trabalhadores podem escolher o que desejam para o almoço. Escolhidos os menus, inicie uma sessão, que nunca deverá ser superior a uma hora e, muito importante, os temas abordados não têm necessariamente de ser de trabalho!

Os tópicos de conversa podem variar desde saúde e bem-estar – ou outros temas de interesse do grupo – e aperfeiçoamento de competências interpessoais. Acima de tudo, para otimizar esta experiência, é importante manter os pontos de discussão relevantes e atrativos.

  • Incentive os membros em teletrabalho a partilharem.

Há uns dias, e justamente a propósito deste tema, li um artigo na Forbes que recomenda que os trabalhadores em teletrabalho podem ser convidados para uma chamada em grupo para participarem em ações de envolvimento e estreitamento de laços e até os pets podem ser incluídos!

Estamos a falar, por exemplo, de um concurso de fotos dos animais de estimação mais giros. Cada membro da equipa envia uma foto do seu pet, que depois são mostradas na reunião virtual, sendo depois aberta a votação dos participantes para escolha de uma foto vencedora.

Mais uma sugestão? Convide os colaboradores remotos a fazerem uma lista de cinco objetivos que desejam atingir no futuro e, depois, peça-lhes que combinem objetivos comuns entre si e desafie os participantes a conseguirem concretizar as metas que traçaram nesta lista de desejos partilhados.

Em suma, com simplicidade, criatividade e conhecimento do perfil e das especificidades destes recursos humanos, há várias maneiras de fortalecer os laços entre colaboradores remotos e os colegas que estão no local de trabalho. E, muito importante também, certifique-se de demonstrar a toda a equipa, as contribuições específicas que todos deram, incluindo quem está em teletrabalho, a um determinado projeto ou até mesmo para o negócio no geral.

Posts Relacionados

Pesquisa

Posts mais Recentes

Categorias

Partilhar

Enviar Mensagem