Procurar

É empresário e está a precisar de poupar dinheiro? Siga estas 6 dicas!

É empresário e está a precisar de poupar dinheiro? Siga estas 6 dicas!

Embora ninguém tenha uma bola de cristal, há muitos sinais que apontam para uma recessão iminente. Os gastos dos consumidores estão a abrandar. O mercado de trabalho está volátil. A inflação, apesar de estar a abrandar, ainda está presente. Mas há um aspeto positivo importante a ter em conta, independentemente da ocorrência de uma recessão: os empresários são mais experientes e mais ágeis do que eram há uns anos, depois de terem tido uma aula na vida real sobre como sobreviver e prosperar durante uma recessão económica muito dramática. Como um todo, somos uma sociedade mais conhecedora, mais disposta e capaz de fazer as coisas de forma diferente.

Quer se trate de uma empresa em fase de arranque ou de uma empresa já estabelecida, esta é uma boa altura para considerar medidas de poupança que podem ser implementadas agora ou em qualquer economia. Compreender as opções orçamentais permite que os empresários sejam proativos e não reativos, à medida que abordam a viagem das suas empresa através do que poderá ser uma economia volátil.

A TAB compilou assim seis dicas inteligentes para poupar dinheiro que os empresários podem começar a pensar em implementar nas suas empresas:


– Repensar o setor do marketing e publicidade: O custo do departamento de marketing e publicidade pode ser significativo, especialmente para as empresas que efetuam campanhas de pagamento por cliques ou as que recorrem a grandes agências. Existem formas inteligentes de gerar contactos e clientes que são eficazes e conscientes dos custos. Algumas possibilidades são substituir as campanhas publicitárias de elevado orçamento por melhorias de SEO nos sites, aumentar o marketing orgânico nas redes sociais ou o foco em conversas reais nessas plataformas.

– Contratar de forma inteligente: Esta é uma questão difícil para muitos empresários, particularmente para aqueles que se encarregam pessoalmente da contratação da equipa. Embora a contratação por experiência tenha sido o padrão de ouro durante anos, os profissionais experientes são muitas vezes substancialmente mais caros do que os seus homólogos menos experientes. Atualmente, muitas pessoas que procuram emprego estão a reinventar-se e a procurar trabalho em áreas que vão para além das áreas presentes nos currículos.

– Proceder a uma terceirização de funções: Os funcionários são um ativo vital para a empresa. Mas com o aumento dos salários, seguros e custos de aluguer de escritórios, as equipas também são uma das maiores despesas das organizações. Nem todas as tarefas têm necessariamente de ser executadas por alguém que faz parte da equipa. Os empresários podem considerar a possibilidade de subcontratar outras empresas para certas tarefas.

– Negociar com os fornecedores: Quando uma economia sofre uma queda, quase toda a gente sente as consequências. E tal também se aplica aos fornecedores. A disponibilidade destes para satisfazer as necessidades das empresas em constante evolução é importante, pois mostra o empenho no sucesso da sua empresa, nos bons e nos maus momentos. As empresas precisam de trabalhar com os fornecedores para obter melhores preços e condições mais favoráveis.

– Eliminar reuniões de equipa desnecessárias: As reuniões de equipa podem ser pesadas para o orçamento dos RH, especialmente se o tempo for gasto de forma ineficaz. Os empresários podem considerar a possibilidade de eliminar, pelo menos, algumas das reuniões de equipa, dedicando esse tempo ao aumento da produtividade ou a outras atividades que gerem mais receitas.

– Repensar as regalias: Todos nós já ouvimos falar de algumas regalias excessivas dos funcionários das grandes empresas tecnológicas, como salas de descanso com Hot Yoga, cápsulas para dormir a sesta e bares de sushi à discrição 24 horas por dia, mas até essas gigantes da indústria estão a começar a recuar nessas extravagâncias. As empresas podem substituir as regalias dispendiosas por alternativas de baixo custo e elevada satisfação, como o “Dia de trazer o cão para o trabalho” ou folgas extra baseadas no desempenho. Podem considerar também a possibilidade de oferecer dias de trabalho a partir de casa quando fizer sentido.

Quer saber mais sobre a The Alternative Board e como podemos ajudar a gerir melhor o seu negócio? Torne-se membro! Clique Aqui!

Posts Relacionados

Pesquisa

Posts mais Recentes

Categorias

Partilhar

Enviar Mensagem